voltar.png

Custilhão, Castro Daire, ano de 1858.
Primeira referencia ao sobrenome "Cesar Doria" ou "Doria".

      Segundo as consultas efetuadas nos livros existentes no ADVIS - Arquivo Distrital de Viseu, e outros organismos congéneres, com data extrema de 1600, o sobrenome “Cesar Doria,”, ou apenas “Doria,”, surge pela primeira vez num documento datado de 2 de agosto de 1858, referente a uma escritura de Dote e Doação para Património Eclesiástico,  a favor do Padre Joaquim Ferreira Cesar Doria, outorgado pelos seus progenitores João Ferreira de Carvalho (1793-1886) ) natural do Custilhão e de Victorina Pereira da Silva (1801-1881) natural de Colo do Pito, freguesia das Monteiras.

      Os antepassados paternos deste Padre Joaquim Ferreira Cesar Doria, utilizavam apenas o sobrenome “Ferreira de Carvalho”. Eram naturais e moradores no povo do Custilhão e mais remotamente, na Póvoa de Val de Cuterre, limites do Custilhão, junto a antiga estrada Real nº 7. O seu “despovoamento”, dá-se na segunda metade do século XVIII, antes das evasões francesas. Consta nas memórias individuais dos mais antigos, que aqueles moradores se dedicavam ao oficio de “almocreves”.

     Uma outra pequena localidade junto a Val de Cuterre, designada até hoje como lugar de "Mata Judeus",  pode eventualmente indicar algum movimento ou mesmo a presença naquelas terras de "Cristãos Novos", judeus convertidos forçadamente em 1497 por ordens de D. Manuel, rei de Portugal. Na vila de Castro Daire á época, existia uma grande comunidade desses "cristãos novos", com atividades ligadas ao comercio geral, com fortes ligações ao Brasil, como é o caso de João Nunes da família Nunes Correia, agricultores e mercadores na dita vila.

     Possível fonte inspiradora deste sobrenome - Universidade de Coimbra ano de 1850

    Em baixo, os 4 filhos de João Ferreira de Carvalho (1793-1886) e Victorina Pereira Silva (1801-1881), que iniciaram a utilização do sobrenome "Cesar Doria" ou apenas "Doria" á partir de 1858.

      Este casal era detentor de vastas propriedades no povo do Custilhão. Também possuíam boas propriedades em Colo do Pito, freguesia das Monteiras em Lalim e Lazarim, freguesias do concelho de Lamego.

1º filho Manuel Ferreira Cesar Doria, (1833 - ----), casado com Josefa da Conceição de Almeida (1842-1911) --- Descendentes.

== Documentos em arquivo:

Em 1911, no óbito de Josefa C de Almeida, constam os seguintes herdeiros, com suas profissões e moradas.

Herança que recebeu de seus pais , por testamento em 27 de dezembro de 1881

Documentação da atividade de Manuel Ferreira Cesar Doria como engajador de emigrantes e de operações de empréstimos.

Livro impresso da tese de doutoramento em medicina na Universidade do Porto, ano de 1909 de Artur Ferreira Cesar Doria,          filho de Manuel Ferreira Cesar Doria. Em 1911, residia na Ilha das Flores, Açores, no exercício profissional de medicina.

2º filho  Joaquim Ferreira Cesar Doria, (Padre) (1834 -1872), solteiro, --- sem Descendentes.

== Documentos em arquivo:

 Linhagem ascendente -- Arvore  e Relatório  Genealógico e sua linha temporal

 Escritura de Doação e Dote Eclesiástico 

 Pedido de Empréstimo efetuado a irmandade da Misericórdia de Castro Daire

 Matricula do curso de Direito na Universidade de Coimbra.

3º filho  Jose Pereira Duarte Doria, (1836- ----), casado com Maria Jose dos Santos Ribeira -- Descendentes.

== Documentos em arquivo:

 Registo de batismo.

 Registo de casamento

 Registo de um pedido de passaporte

Herança que recebeu de seus pais , por testamento em 27 de dezembro de 1881

4º filho Bernardino Ferreira Cesar Doria, (1848 - ----), casado com Carolina Rodrigues (1848-1902) e em segunda núpcias com Margarida Rodrigues --. Descendentes e linha temporal.

 == Documentos em arquivo:

 Herança que recebeu de seus pais , por testamento em 27 de dezembro de 1881.

 Exercício da profissão de barbeiro e também de enfermeiro, sob a direção de facultativo.
 

     Todas as informações contidas nestas paginas do povo do Custilhão,  foram obtidas á partir de consultas efetuadas em documentos existentes nos arquivos regionais, distritais e nacionais como ADVIS e Torre do Tombo e também em sites genealógicos como https://geneall.net/pt/ , https://www.familysearch.org/pt/ e outros. Sempre que possível, a citação da informação terá o endereço ou o arquivo para consulta on line.

     Caso encontre alguma incorreção ou queira prestar uma informação, por favor entre em contato.